Declaração sobre o Tratado das Nações Unidas sobre a Proibição de Armas Nucleares - CIDSE
Foto: Clare Conboy / Campanha Internacional para Abolir Armas Nucleares

Declaração sobre o Tratado das Nações Unidas sobre a Proibição de Armas Nucleares

Foto: Clare Conboy / Campanha Internacional para Abolir Armas Nucleares.

Nesta sexta-feira, dia 22 de janeiro, o Tratado das Nações Unidas sobre a Proibição de Armas Nucleares entrará em vigor com o apoio de 51 Estados Partes. CIDSE celebra isso acordo histórico juntando-se à Pax Christi, seus membros e aliados, na assinatura do uma declaração a favor deste acordo.

O documento, assinado por mais de 100 líderes católicos, também saúda o Papa Francisco ' liderança no desarmamento nuclear e comemora a sua visita às cidades de Hiroshima e Nagasaki em novembro de 2019, onde afirmou que a paz não pode ser alcançada “sob ameaça de aniquilação total”.

Além disso, considera encorajador que o tratado seja baseado em investigações nas consequências irreparáveis ​​para a humanidade e o meio ambiente durante os ataques nucleares, testes e acidentes. Os signatários também convocam outros líderes da igreja para discutir e deliberar sobre o papel que a Igreja pode desempenhar para fortalecer o suporte pelo novo regulamento contra armas nucleares e convidá-los a estar atentos à relação entre fundos e atores envolvidos na produção dessas armas.

O Tratado

Negociações em torno do tratado começou em 2017, na sede das Nações Unidas em Nova York, Estados Unidos, com a participação de mais de 135 países e membros da sociedade civil.

O acordo proíbe os Estados Partes de “desenvolver, testar, produzir, fabricar, transferir, possuir, armazenar, usar ou ameaçar usar armas nucleares, ou permitir que armas nucleares sejam colocadas em seu território”. Eles também são obrigados a assistir todas as vítimas do uso e teste de armas nucleares e reconhecer o impacto desproporcional sobre mulheres e meninas e povos indígenas em todo o mundo.

Você pode ler a declaração em este link. Também disponível em Espanhol e Francês.

Compartilhe esse conteúdo nas mídias sociais