Campanha Mudança para o planeta - Cuidar das Pessoas: promovendo estilos de vida sustentáveis ​​- CIDSE

Mudança de campanha para o planeta - Cuidar das pessoas: promover estilos de vida sustentáveis

O CIDSE, em conjunto com seus membros, lançou no dia 1º de julho de 2015 uma campanha sobre estilos de vida sustentáveis: “Mudança para o Planeta, Cuidar das Pessoas”.

Você pode acompanhar a campanha em Facebook - Twitter: @ChangeandCare #change4planet

A campanha baseia-se no trabalho que o CIDSE realiza com suas organizações membros em prol da justiça social, promovendo modos de vida sustentáveis. A superexploração global dos recursos naturais coloca as pessoas e o planeta em risco - e começa com pessoas vulneráveis ​​vivendo na pobreza.

“Mudança para o Planeta - Cuidar das Pessoas” clama por uma mudança radical no estilo de vida das pessoas para viver simplesmente reduzindo o consumo geral de energia e fazendo escolhas alimentares ecologicamente corretas. Isso pode ser feito limitando o consumo a alimentos locais produzidos de forma sustentável que minimizam o impacto ambiental, permitem que os produtores ganhem um meio de vida justo, não violam os direitos humanos e também são acessíveis.

No decorrer de nossa campanha, também nos sentimos encorajados, apoiados e inspirados pela Encíclica Laudato si do Papa Francisco, sobre o Cuidado com o Nosso Lar Comum, que resume muitos princípios da campanha e afirma: “Todo esforço para proteger e melhorar nosso mundo implica profundas mudanças no estilo de vida, nos modelos de produção e consumo e nas estruturas de poder estabelecidas que hoje governam as sociedades ”. Estamos convencidos de que "uma mudança no estilo de vida poderia trazer uma pressão saudável sobre aqueles que exercem poder político, econômico e social".

Por meio das atividades de mídia social e da organização de eventos, desafiamos as pessoas a fazer a diferença através de suas escolhas diárias e a contribuir dessa maneira para a construção de um mundo melhor. Reduza a quantidade de energia que você usa, compre comida local, priorize o transporte público e coma menos carne - são exemplos de desafios que lançamos em nossas mídias sociais em todo o 2015.

Acreditamos que vários modelos de sucesso de vida sustentável já existem em todo o mundo, e nossa campanha também tem como objetivo ser uma plataforma para que essas alternativas ressoem e sejam experimentadas por outras pessoas. Queremos mostrar o poder das pessoas para realizar a mudança que exigimos e que os formuladores de políticas não estão realizando. Acreditamos que podemos fazer a diferença se agirmos juntos. Por exemplo, o documentário “Histórias de Mudança“, Lançada pela campanha em 2017, compila 10 histórias, experiências e reflexões diferentes de pessoas que deram passos simples e significativos em direção a uma vida sustentável.

Como as causas disso são profundas na maneira como nossa sociedade funciona, acreditamos que a mudança que queremos deve começar com a redefinição dos pilares nos quais nossos sistemas são construídos. Os padrões de consumo de alimentos e energia exemplificam o contexto mais amplo de consumo excessivo, desigualdades e alternativas em relação à segurança alimentar e às mudanças climáticas. Equidade, responsabilidade, descentralização e participação devem, portanto, ser a base de uma nova visão sobre consumo e produção de alimentos e energia.

Equidade: Isso inclui responsabilidades diferenciadas, inclusão social / proteção / redistribuição e igualdade de gênero. Significa realizar os direitos humanos, incluindo o direito à alimentação e à energia, garantindo o acesso aos mais vulneráveis ​​em nossas comunidades. Ao mesmo tempo, como organizações de desenvolvimento, não podemos ignorar as profundas desigualdades históricas. Devemos enfrentar a hipocrisia que não trata da falta de eqüidade entre o norte e o sul. O ônus não pode ser apenas daqueles que nunca tiveram.

Responsabilidade: Isso inclui responsabilidades para todos os atores (governos, empresas, cidadãos ...), também em relação às gerações futuras e ao meio ambiente (sustentabilidade). Significa boa governança no interesse comum, responsabilidade e cidadania ativa.

Descentralização: Isso inclui modelos sociais e econômicos locais, diversificados, resilientes e autossuficientes, onde as pessoas têm controle sobre as decisões que os afetam (subsidiariedade). Significa identificar as escalas adequadas para produção e distribuição de bens e serviços (com base em critérios econômicos / de eficiência, ambientais e sociais). Significa apoiar os níveis político nacional e municipal.

Participação: Isso inclui a possibilidade das comunidades escolherem de quais sistemas depender e como remodelar esses sistemas. Significa propriedade local, controle sobre recursos e ações especiais para garantir um envolvimento significativo das mulheres.

Clique aqui para ler o lançamento da campanha nota da imprensa.

Eventos internacionais em que a Campanha Mudança para o Planeta-Cuidado com o Povo esteve envolvida em oficinas e várias atividades:

Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática COP 21, Paris, França, 2015: participação com uma delegação de mais de voluntários 100 e organização de várias oficinas nos espaços dedicados à sociedade civil em Paris.

Jornadas Europeias do Desenvolvimento, Bruxelas, Bélgica, 2016: organização do workshop “Avançar para estilos de vida sustentáveis ​​para as pessoas e o planeta".

Jornada Mundial da Juventude, Cracóvia, Polônia, 2016: participação na delegação do Movimento Global pelo Clima Católico.

Fórum Social Mundial, Montreal, Canadá, 2016: organização de eventos no Espaço Juvenil do Fórum.

-Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas COP 23, Bonn, Alemanha, 2017: exibição do documentário “Histórias de mudança” e debate com o público e exibição da exposição fotográfica “Inspire Change” em um dos edifícios da conferência “Bula Zone”.

-World Social Froum, Salvador de Bahia, 2018: exibição do documentário “Histórias de mudança” e debate com o público.

-European Development Days, Bruxelas, Bélgica, 2018: exibição da exposição fotográfica “Inspire Change”.

Promotores e apoiadores da campanha:

“Mudança para o Planeta - Cuidar das Pessoas” é dirigido pela CIDSE e seus membros.

Em novembro 2015, a Federação Internacional de Movimentos Católicos Adultos Rural (FIMARC), o Centro Social Europeu dos Jesuítas (JESC) e Caritas Europa juntou-se à campanha como parceiros. Além disso, desde abril 2016, a Federação Internacional dos Movimentos Paroquiais Católicos da Juventude (FIMCAP) tornou-se um parceiro da campanha. 

Outros apoiadores externos da campanha são os Movimento dos Focolari e ICMS Pax Romana.

A campanha online:

A campanha está ativada Facebook e Twitter: @ChangeandCare #change4planet.

Uma seção do Site CIDSE é dedicado a isso.

Informações sobre a campanha “Mudança para o Planeta - Cuidado com o Povo” também podem ser encontradas nos sites de nossa organização membro:

Broederlijk Delen, Bélgica, 'Change for the Planet - Care for the People' - lançando campanha internacional sobre duurzame levensstijl

CAFOD, Reino Unido, agências católicas se unem para promover uma vida sustentável

CORDAID, Holanda, lançam campanha da CIDSE para estilos de vida sustentáveis

FOCSIV, Itália, Cambiamo per il Pianeta. Prendiamoci cura delle persone

KOO, Áustria, Mudança para o planeta - Cuidado com o povo, CIDSE Lebensstil-Kampagne 2015-2017

Misereor, Alemanha, Die Kampagne “Mudança para o Planeta - Cuidar das Pessoas” ruft zu einer radikalen Lebensstiländerung auf

Mãos unidas, Espanha, Cambiemos por el planeta - Estilos de vida # Change4Planet

Contato: Chiara Martinelli, consultora executiva e diretora de projetos de desenvolvimento sustentável

Martinelli (at) cidse.org

 

A campanha “Mudança para o Planeta - Cuidar das Pessoas” é apoiada pela Fundação KR 

Logotipo da fundação KR verde

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe esse conteúdo nas mídias sociais